Se você está fazendo as contas de taxas e impostos que precisam ser pagos em janeiro, não esqueça de acrescentar o DPVAT na conta. A taxa é paga junto com a primeira parcela do IPVA, que começa a vencer no dia 21 de janeiro, de acordo com calendário da Secretaria de Estado da Fazenda.

No ano passado, o DPVAT só foi cobrado em abril porque o governo retardou a arrecadação do IPVA para poder reajustar suas alíquotas – desde o ano passado, o imposto passou de 2,5% para 3,5% do valor venal do veículo.

Os carnês do IPVA já estão sendo entregues e quem decidir pagar à vista terá 3% de desconto. Alguns contribuintes ficaram em dúvida a respeito dos boletos que receberam, com data de postagem do dia 6 de janeiro, mas o governo confirmou que eles verdadeiros, só que seu envio foi antecipado.

A diferença em relação ao DPVAT é que os boletos não são enviados pelo correio. Para gerar a guia de pagamento, é preciso acessar o site do Seguro DPVAT. O valor para veículos de passeio é de R$ 105,65 e não é possível parcelá-lo.