Duas carretas da mesma cooperativa se envolveram num acidente na BR-376, próximo ao Contorno Sul na Cidade Industrial de Curitiba por volta das 15h20 desta sexta-feira (23). A pista sentido São José dos Pinhais ficou completamente interditada devido o derramamento de carga na rodovia. O motorista que bateu atrás ficou levemente ferido e o que estava na frente saiu ileso assim como a mulher que o acompanhava.

Várias viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foram até o local para organizar o trânsito e tiveram de agir contra saqueadores que levavam parte da carga de inceticidas que caiu de uma das carretas. “O fluxo de veículos parou e o caminhoneiro que vinha atrás não percebeu e acabou batendo no companheiro”, constatou Vicente Rodriguês, agente da PRF.

De acordo a companheira de Jean Carlos de Souza, um dos camineiros,  que se identificou apenas como Juliana o motorista que bateu atrás foi levado para o Hospital do Trabalhador em Curitiba. “Nós haviamos acabado de almoçar juntos e fomos continuar a viagem. Havia alguns carros parados na pista com o alerta ligado, nós paramos e ele não”, disse a mulher.

Ambas as carretas são de Concórdia (SC) e fazem parte da cooperativa Copercarga. Uma estava carregda com inceticidas e a outra com artefatos para construção civil e tinham como destino a cidade de São Paulo. O Corpo de Bombeiros foi acionado porque o combustível dos tanques vazou na pista e havia a possibilidade de incêndio. O congestionamento é grande na região que fica proximo a Rodovia dos Minérios e da BR-116.

Queda de moto

Na avenida Nicola Pelanda, no bairro Umbará, José Denilson da Cruz caiu com sua moto Fan 125 e foi parar de baixo de um caminhão parado em local destinado apenas para parada de ônibus coletivo. O filho de Cruz, José Henrique da Cruz, 14 anos, estava na garupa e sofreu ferimentos na perna. Duas ambulâncias do SIATE foram fazer o resgate. “Se essa rua tivesse bem sinalizada esse tipo de acidente poderia ser evitado. Se eu estivesse a 60 km/h certamente não teriamos sobrevivido”, disse Cruz.