O feriado municipal de Nossa Senhora da Luz, padroeira de Curitiba, na segunda-feira, deve levar cerca de 46 mil veículos para o litoral paranaense neste final de semana, conforme expectativa da Concessionária Ecovia Caminho do Mar, que administra o trecho da BR-277 entre Curitiba e o litoral. Na BR-376, que liga Curitiba ao litoral catarinense, a expectativa é que o fluxo dobre ou até triplique nos horários de pico, segundo previsão da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“O motorista deve evitar os horários de maior movimento, tanto na descida quanto na subida da Serra, quando poderemos ter até 1.700 veículos por hora num mesmo sentido na rodovia”, orienta Mauro Szwarcgun, gerente de Operações da Ecovia. “Também é importante fazer uma boa revisão no automóvel antes de viajar para evitar a interrupção da viagem por causa de alguma falha mecânica ou elétrica no veículo”, acrescenta.

Segundo a Ecovia, a expectativa era de movimento intenso ontem à noite e hoje, das 10h às 17h. No horário das 15h às 19h, o Pátio de Triagem do Porto de Paranaguá estará fechado para modernização do seu sistema e poderá causar algum transtorno aos caminhoneiros desavisados, que deverão ser barrados pela Polícia Rodoviária Federal no Contorno Leste, para evitar a formação de fila ao longo da BR 277.

No retorno para a capital paranaense na segunda-feira, a circulação de veículos deverá ser intensificada entre 15h e 20h. A melhor opção de viagem, portanto, é o período da manhã.

Na BR-277, o fluxo normal durante o final de semana é de 400 a 500 veículos por hora, e na BR-376, de 600 a 700 veículos por hora. Essa quantidade poderá dobrar ou até triplicar nos horários de pico. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, não há obras nas rodovias que ligam Curitiba ao litoral paranaense nem catarinense. Durante a operação “Sete de Setembro”, que começou ontem à meia-noite”, a PRF contará com 380 policiais em todo o Estado.

Orientação

A orientação da Polícia Militar aos motoristas é que não ultrapassem os limites de velocidade, mantenham uma distância segura do veículo que trafega à sua frente, verifiquem todos os equipamentos de segurança, bem como a documentação do veículo e do condutor. Também orienta que não cometam excessos e respeitem as normas de trânsito. As atividades operacionais da PM estão sendo estendidas de forma simultânea aos 65 postos de fiscalização rodoviária em todo o Paraná, nos 16 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais que estão sob sua responsabilidade. A PM informa ainda que, em caso de emergência, o motorista poderá utilizar o número 1551 – telefone dos postos de fiscalização da Polícia Rodoviária Estadual.

No feriado de 7 de Setembro de 2002 foram registradas quatro mortes em 148 acidentes, nos quais 141 pessoas ficaram feridas. Nas estradas fiscalizadas pela PM houve ainda sete atropelamentos. Na Operação Independência de 2001 tinham sido seis mortes em 180 acidentes, com 182 feridos.