O governador Ratinho Junior quer trazer ao Paraná um voo direto para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A proposta foi discutida em reunião numa das sedes da empresa Emirates Airlines, em Dubai, uma das principais companhias aéreas do mundo.

A intenção da conexão direta, segundo o governador, é estreitar laços para trazer ao Paraná um voo direto da empresa – atualmente a Emirates faz a rota São Paulo-Dubai cinco vezes por semana. Foz do Iguaçu, por ser um dos mais representativos polos turísticos do país, é a principal candidata.

LEIA TAMBÉM:

>> Assembleia aprova lei que deixa compra e venda de carros mais transparente no Paraná

>> “Capitão Kirk” de Jornada nas Estrelas viaja ao espaço aos 90 anos; vídeo mostra decolagem e pouso

“Queremos fortalecer o turismo paranaense. Foz é hoje o segundo destino de turistas estrangeiros do País, com grande possibilidade de crescimento. A cidade vem recebendo muitos investimentos, públicos e privados, e pode sim ser uma alternativa logística para a Emirates”, afirmou o governador. “Mas há em Curitiba o turismo de negócios e o turismo de natureza em outras cidades do Estado, todas com grandes atrativos”.

Ratinho lembrou que o aeroporto internacional da cidade, recentemente concedido à iniciativa privada, foi reformulado justamente para receber voos internacionais diretos, um investimento de R$ 69,4 milhões em uma parceria do Governo do Paraná, Itaipu Binacional e Infraero. “Fizemos um grande investimento no complexo. O aeroporto tem hoje a maior pista da Região Sul e está apto para receber voos dos Estados Unidos, Europa e Ásia”, disse Ratinho Junior.

Com a concessão, o Aeroporto Internacional das Cataratas deve ter um novo aporte, estimado em R$ 512,3 milhões. “Foz é um dos maiores centros comerciais do mundo, com grande movimentação de estrangeiros, especialmente vindos da Ásia. A projeção é que apenas um dos nossos atrativos, as Cataratas do Iguaçu, recebam 5 milhões de visitantes por ano em futuro bem próximo”, ressaltou o prefeito Chico Brasileiro.

O cenário impactou o chefe do escritório comercial da Emirates, Adnan Kazim. Ele disse que não conhecia o Estado e que a ideia é amadurecer a conversa. “O que posso dizer é uau! A impressão foi muito boa e temos muitas informações que não conhecíamos antes. Mas, para a aviação, teremos de fazer um estudo minucioso após essa visita do governador a Dubai. A visita aconteceu no melhor momento da nossa história por conta da Expo, a visita do Paraná foi muito oportuna”, afirmou.

“A reunião foi muito interessante. Após ver o material do Paraná, os números que o Estado têm a oferecer, os representantes da Emirates ficaram encantados. Falamos de Foz do Iguaçu, de Curitiba e mostramos que a maior reserva de Mata Atlântica do País está localizada no Paraná. Pelas ótimas impressões, temos uma chance muito grande de ter o primeiro voo da Emirates para o Paraná já no ano que vem”, disse Eduardo Bekin, diretor-presidente da Invest Paraná.

A Emirates Airlines é a principal companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos. Fundada em 1985, conta com uma frota de 270 aeronaves que operam em 157 destinos. São mais de 45 mil funcionários de 172 nacionalidades diferentes.

Web Stories

Sorte

Veja o resultado das loterias de sábado, 09/10

Humm!

Quatro opções de café da manhã de hotel em Curitiba

Império

Começa o desfile da Unidos de Santa Teresa

Esporte

Aprenda a jogar Tênis de graça em Curitiba