Os pais de duas estudantes foram condenados pela Justiça de Ponta Grossa pela prática de cyberbullying praticado por suas filhas contra uma colega de classe de um colégio particular da cidade. O crime aconteceu em 2010 e a família da vítima receberá R$ 15 mil de indenização por danos morais. Os pais condenados ainda podem recorrer da sentença.

As jovens envolvidas tinham 13 anos na época, quando acessaram a conta pessoal de uma estudante no Orkut, postaram mensagens depreciativas e alteraram a foto do perfil. As duas adolescentes também trocaram a senha de acesso à rede social, impedindo que a vítima apagasse as mensagens. “Ela chorava e dizia que não queria ir mais para a escola, até que uma professora percebeu, avisou a orientadora e comunicou o que tinha acontecido”, conta a mãe da vítima, que prefere não ser identificada.

Outro filho

Ela conta ainda que além de sua filha, seu filho também passou a ser vítima de bullying no mesmo colégio. Desta forma, a indenização de R$ 15 mil foi definida em R$ 10 mil para a adolescente e R$ 5 mil para seu irmão. Depois do ocorrido, a mãe conta que o rendimento escolar de sua filha caiu. Apesar de ter mudado de escola, a jovem ainda tenta se recuperar do trauma.

De acordo com o advogado, as adolescentes infratoras se recusaram a pedir desculpas à vítima durante o processo. Além disso, um dos pais sugeriu acordo à família mediante o pagamento de R$ 5 mil, mas a proposta foi recusada.