A Klabin anunciou a seus acionistas na quarta-feira (8), durante o Klabin Day (evento anual de apresentação de resultados e projetos a investidores) que irá investir R$ 4,7 bilhões em 2022.

Grande parte do novo ciclo de investimentos da fabricante de papéis e embalagens será na conclusão da megafábrica Puma 2, em Ortigueira. De acordo com a companhia, somente nela, serão empregados R$ 2,75 bilhões no ano que vem — este projeto está estimado em mais de R$ 12 bilhões e é o maior investimento privado da história do Paraná.

LEIA TAMBÉM:

>> Fraldas, cerveja, carnes, eletrônicos. Promoções de inauguração do novo Sam´s Club em Curitiba

>> Com descontos de em média 30%, bazar da Receita é atração em Curitiba

Além disso, a Klabin quer empregar R$ 480 milhões em florestas, de onde extrai sua matéria-prima.

Para completar o volume de investimento, a companhia paranaense projeta R$ 1 bilhão na sua “continuidade operacional”, que inclui a manutenção de suas unidades já existentes.

A empresa paranaense vem em um bom momento para seus negócios. No terceiro trimestre de 2021, a Klabin teve lucro líquido (ganhos após todos os custos e despesas) de R$ 1,215 bilhão. O resultado reverte o prejuízo que a empresa teve no mesmo período do ano passado, de R$ 191 milhões.

Segundo a empresa, que é a maior produtora e exportadora brasileira de papéis e embalagens, os números são resultado de uma forte demanda no período, o que ajudou no balanço superavitário. Além disso, a Klabin se beneficiou de preços mais elevados no mercado externo para papel e celulose – a empresa direcionou suas vendas para a Europa e América Latina.

Com o avanço no projeto da Puma 2, a empresa se diz otimista em relação aos números futuros.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix