A encenação da Paixão de Cristo, que o Grupo Lanteri apresenta há 34 anos na cidade, neste ano foi apenas o início de três dias de celebração à Semana Santa.

Apresentado na noite de ontem (6), na Pedreira Paulo Leminski, o espetáculo que retrata o sofrimento, morte e ressurreição de Jesus Cristo mais uma vez reuniu multidões, na platéia e sobre os palcos.

Cerca de 1.200 atores estiveram em ação, diante do público estimado de 20 mil pessoas, com direito a show de luzes e efeitos especiais. “Desde a inauguração da Pedreira, em 1991, o espetáculo tomou essa proporção. Hoje, custa cerca de R$ 200 mil, com reutilização completa dos materiais do cenário e no figurino”, revela o diretor de produção Edson Martins.

Além dos curitibanos, milhares de turistas ajudaram a lotar a Pedreira. “Estamos verificando que a cada ano o público que vem de fora da cidade aumenta. Por isso decidimos tornar a programação mais atrativa para os turistas, que podem permanecer na cidade durante todo o feriado”, explica o diretor.

Todas as religiões

Hoje, às 19h, também na Pedreira, será encenada a peça “O Cordeiro Pascal”, que conta a história dos personagens bíblicos Abraão e Moisés. Amanhã, no mesmo horário e local, a atração é a “Sinfonia da Paz”, apresentará dez melodias originais, do maestro Plínio Oliveira.

Inspirada em pessoas que dedicaram suas vidas à causa da paz, a sinfonia abre espaço para outras religiões, com homenagens ao líder hindu Mahatma Gandhi e ao médium brasileiro Chico Xavier.

“Não há nenhuma restrição. A prefeitura oferece transporte gratuito até a pedreira, com ônibus partindo da Praça Tiradentes a partir das 17h. A entrada é franca. Pede-se apenas 1 quilo de alimento não perecível, que será destinado ao Instituto Pró Cidadania de Curitiba.

Veja na galeria de fotos a celebração.