A melhoria da qualidade da educação através do uso da ciência e tecnologia foi debatida ontem em Curitiba. Por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), vários projetos que se valem do conceito trocaram experiências e compartilharam resultados durante todo o dia no Centro Integrado dos Empresários e Trabalhadores das Indústrias do Paraná (Cietep).

A Jornada de Interação em Educação, Ciência e Tecnologia faz parte do projeto Educação Transformadora, mantido pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Para apresentação, foram selecionadas iniciativas de todo o País, que foram bem sucedidas na área. Além da troca de experiências, o foco era buscar novas parcerias para a Fiep no setor educacional.

De acordo com a coordenadora do Observatório Sesi/Senai/Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Marília de Souza, a escolha foi baseada no que era oferecido pelos projetos. ?Identificamos aqueles que ofertavam algo que nós não temos por aqui ou algo que é feito melhor do que nós temos hoje?, disse.

Entre os escolhidos, estavam trabalhos desenvolvidos tanto com nanotecnologia e biotecnologia quanto com computação gráfica para estímulo de manifestações artísticas. Segundo ela, a escolha também não desconsiderou os fatores culturais paranaenses e a necessidade dos associados da Fiep. ?Queremos idéias que promovam a inclusão social. Mas não só isso. Que promovam o espírito cidadão, a inovação e o empreendedorismo. E, lógico, preparem o jovem para o mundo do trabalho?, completou.