O desfile das escolas de samba de Curitiba acontece na noite deste sábado (18), na Avenida Cândido de Abreu, com início às 21h. Mas a partir das 18h30 estão previstas várias atrações, entre elas as performances dos blocos Afoxé, Derrepente e Boi de Pano, além do Rancho das Flores.

Na sequência, as escolas de samba tomam conta da avenida, divididas em dois grupos. No Grupo A estão as escolas Os Internautas, Leões da Mocidade, Acadêmicos da Realeza, Embaixadores da Alegria e Mocidade Azul. O Grupo B, também chamado Grupo de Ascensão, é formado pelas escolas Bairro Alto e Unidos de Pinhais.

Os 450 componentes da Escola de Samba Mocidade Azul dão vida ao enredo “Azul a cor do céu, a cor do mar, há 40 anos a cor do meu lar”, dos compositores Silvio Costa (o “Turco”) e Márcio Mania.

Vencedora do carnaval de Curitiba 2011, neste ano a Mocidade Azul retrata os 40 anos de existência da escola com um espetáculo que conta com o apoio de três carros alegóricos.

Integrando o grupo principal, depois de ser a primeira colocada no Grupo de Ascensão, em 2011, a Escola de Samba Os Internautas desfila com o tema “Brincadeiras de Infância”, cujo samba foi composto por João Aloysio.

Inspirados na fase mágica da vida os 300 integrantes da agremiação mostram brincadeiras que foram passadas de pais para filhos, ajudados por dois carros alegóricos.

A arte da dança, em suas múltiplas manifestações, foi a inspiração para a Escola de Samba Leões da Mocidade criar o enredo “Vem Dançar Comigo”, a cargo dos compositores Heitor Hedeke, Marcos Mano e Marquinhos da Engenhoca, além da carnavalesca Marlene Monte Carmelo. Com 476 componentes, a escola também conta com três carros alegóricos para abordar a história milenar da dança.

“Entre sonhos e ilusões… Revivendo carnavais, viajando nos textos de Aramis Millarch”, do compositor Marcelo Nunes, é o enredo da tradicional Embaixadores da Alegria.

Com 64 anos de existência, a escola desfila este ano com 230 componentes e dois carros alegóricos, contando a trajetória do carnaval curitibano e destacando personagens que se empenharam na construção dessa festa.

A Acadêmicos da Realeza, que completa 15 anos no mês de março, leva para a avenida a história do chocolate com o enredo “No samba da Realeza o sabor da sedução”.

Com dois carros alegóricos, os 350 integrantes da escola de samba vão mostrar a influência social do chocolate, que nasceu como a bebida preferida dos deuses, virou moeda para os astecas, conquistou a Europa e alimentou as tropas americanas na Segunda Guerra, além de ser constante objeto de estudo científico pelas suas propriedades terapêuticas.

Em ascensão

Para disputar um lugar no Grupo A no carnaval de 2013, este ano os 180 componentes da Unidos de Pinhais prestam uma homenagem a Curitiba com o enredo “Curitiba, terra de cantos, encantos e acalantos”, do compositor Luiz Antunes Rodrigues.

Já a Unidos do Bairro Alto escolheu heróis de gibis e brincadeiras de roda para o enredo “Heróis de minha infância nas cantigas de roda”, do compositor Luiz Antunes Rodrigues. A escola conta com 160 componentes e um carro alegórico.