O Paraná está preparado para iniciar a imunização contra a covid-19 assim que a vacina estiver disponível. É o que garantiu o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, em entrevista ao Meio-Dia Paraná, da RPC, nesta quarta-feira (23). “Estamos com toda a logística preparada para, assim que a vacina chegar, podermos iniciar a vacinação”, afirmou.

LEIA MAIS – Polícia Militar inicia barreiras sanitárias contra covid-19 no Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) vai seguir as diretrizes do Plano Nacional de Imunização (PNI), que coordena campanhas de vacinação de todas as doenças no Brasil. Com isso, irá vacinar primeiro grupos prioritários, entre eles os profissionais de saúde e idosos. “Existe a possibilidade de que a vacinação seja iniciada em janeiro, quando se espera que cheguem as primeiras doses”, destacou.

O governo do Paraná incluiu no orçamento de 2021 um montante de R$ 200 milhões, destinado à aquisição de vacinas, equipamentos e estrutura logística para imunização contra o coronavírus. Só de seringas, o Paraná já tem 11 milhões de unidades adquiridas e está comprando mais 16 milhões, totalizando 27 milhões, com previsão de mais aquisições. As doses serão aplicadas em 1.850 salas de vacinação espalhadas por todo o estado.

LEIA TAMBÉM – Feriadão de Natal em Curitiba: Veja o que abre e fecha na cidade

Também já foram adquiridas 21 câmaras frias para armazenamento da vacinas e serão compradas pelo menos mais 221. Serão adquiridos ainda freezers para produção de gelo e equipamentos de ar-condicionado para manter a temperatura baixa onde as vacinas serão armazenadas.