Promover a reflexão sobre o tema da sobrevivência dos rios, colocá-lo em discussão e buscar alternativas junto com jovens. Esses são os objetivos 2.º Fórum das Águas, que começou ontem no Colégio Estadual do Paraná, e que conta com a participação de cerca de 800 alunos de 120 escolas públicas estaduais e municipais de Curitiba, e de treze cidades da Região Metropolitana.

Segundo a coordenadora-geral do evento, Égide Nascimento Petterle, nos dois dias de fórum estão sendo discutidos – por meio de palestras e rodadas de debate com profissionais de alto nível – assuntos como urbanização desordenada, consumismo versus sustentabilidade e florestas e rios. ?Não estamos discutindo somente a falta de água. Estamos incentivando os jovens a irem em busca de soluções, como co-responsáveis, para que pensem como resolver o problema?, afirma.

Para o membro da coordenação central Edson Gomes, o Fórum das Águas é uma maneira dos estudantes compartilharem experiências. ?Os projetos de meio ambiente das escolas são apresentados e eles podem levar essas experiências para seus colégios e as multiplicar?, afirma.

Outro aspecto importante do encontro, segundo Jandira de Oliveira, que também faz parte da coordenação central, é que, ao trocar idéias com colegas e mediadores com alto nível de conhecimento, os alunos se sintam valorizados.

Participam das atividades, debates e palestras estudantes de terceira série e quarta série de escolas municipais, até alunos de ensino médio de escolas estaduais da capital e dos municípios de Adrianópolis, Araucária, Almirante Tamandaré, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Campo Magro, Colombo, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Pinhais, Piraquara, Rio Branco do Sul e São José dos Pinhais.