O desperdício de alimentos é gigante no Brasil e ocorre em todas as fases de produção, do plantio até o consumidor final. Só de hortaliças, segundo um estudo recente realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), são cerca de 37 quilos por habitante jogados fora a cada ano.

O problema é grave e envolve uma série de medidas para que seja encontrada a solução. Porém, no âmbito residencial, as donas de casa podem fazer muito para que os alimentos sejam melhor aproveitados.

Ontem, como parte da Semana Mundial da Alimentação, o assunto foi abordado no setor de orgânicos do Mercado Municipal de Curitiba, durante evento do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

“Quando jogamos fora um alimento, estamos também colocando no lixo nutrientes e dinheiro”, comenta a nutricionista da Secretaria Municipal de Abastecimento da capital, Karina Lopes Raschelli Fuzeto. “Quando descartamos a casca da banana, por exemplo, estamos desperdiçando uma quantidade imensa de potássio, que está mais presente na casca da fruta do que na polpa”.

Com a casca da banana, é possível fazer bolos, tortas e outros doces. Porém, ela não é a única que pode ser aproveitada de forma integral na alimentação. Folhas, talos e cascas de outras frutas, legumes e hortaliças também podem enriquecer sucos e pratos como sopas, risotos e sobremesas. As ramas de cenoura podem transformar-se em bolinhos.