Por pouco, um evento cultural em Curitiba na manhã de domingo não foi palco de uma confusão igual à do carnaval no Largo da Ordem, no início do ano. Antes do horário informado para a Polícia Militar como início do evento, um grupo de quase cinco mil jovens ocupou a Avenida Brigadeiro Franco sem autorização.

Moradores da região viram alguns dos rapazes pixando um ônibus e depredando e saqueando um mercado nas proximidades. A Polícia Militar precisou conter o tumulto.

O Go Skate Day é uma comemoração pelo dia mundial do skate e aconteceu pela quarta vez em Curitiba. A polícia militar relatou que recebeu um aviso de que o evento teria início às 10h, e programou ida ao local neste horário.

Os skatistas iriam se concentrar na Praça 29 de Marco para partir às 13h para o Centro Cívico, em uma passeata. Antes das 9h, entretanto, já havia entre três e cinco mil pessoas no local, segundo estimativa do Batalhão de Polícia de Trânsito. As pessoas bloquearam a Avenida Brigadeiro Franco sem autorização. Moradores da região contaram que viram os jovens pararem um ônibus ligeirinho, subirem no veículo e picharem a lataria. O ônibus não foi localizado pela polícia e, até o final da manhã, não havia sido registrado nenhum boletim de ocorrência pelas empresas de ônibus sobre o fato.

Os moradores também relataram que os jovens consumiram drogas e bebidas alcoólicas, correram com latinhas de spray e pincel atômico nas mãos tentando pichar vários locais, e que alguns deles invadiram um supermercado que fica nas proximidades. A empresa registrou queixa de bebidas saqueadas e vidros quebrados com golpes de skates.

Várias ligações foram feitas para o telefone 190 da Polícia Militar, e as equipes das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), do 12º e até do 13º Batalhão foram até o local para conter o suposto tumulto. De acordo com o tenente Batista, quando as primeiras viaturas da Rone chegaram, alguns jovens ameaçaram os policiais e obstruíram a passagem. O cheiro de maconha se alastrou pela praça, mesmo com a presença da polícia.

A rua foi desocupada e os policiais se aproximaram da praça, onde ficaram até a saída dos jovens para o Centro Cívico. Segundo o tenente, não houve nenhum tipo de confronto, ninguém se feriu e ninguém foi preso.

Feirantes que trabalham na praça todos os domingos ficaram assustados. Sandro Lara só soube do evento pela internet, mas não imaginava que tantas pessoas estariam presentes. ‘Muitos clientes ficaram com medo e não vieram para a feira, mas aqui na praça os garotos não fizeram nada. Só tem um ou outro bebendo e arrumando confusão. A gente só tem medo que algo maior aconteça, porque tem muita gente aqui‘, conta.

Veja na galeria de fotos os skate.