O avião bimotor que pertencia ao traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi entregue ontem à tarde para uso do Poder Judiciário e da Polícia Militar do Paraná. A aeronave foi apreendida pela Polícia Federal no Mato Grosso, em 2001.

O avião poderá ser usado no trabalho de juízes e reforçará as ações de segurança pública desenvolvidas pelo Grupamento Aeropolicial de Resgate Aéreo (Graer-PR), da Secretaria da Segurança Pública (Sesp), e trará agilidade para área da saúde no transporte de órgãos e medicamentos.

A entrega do Baron 58, para quatro passageiros, piloto e copiloto, foi realizada pela ministra do Superior Tribunal de Justiça, Eliana Calmon, ao presidente do Tribunal de Justiça (TJ-PR), desembargador Miguel Kfouri Neto. Também estiveram presentes o governador Beto Richa e os presidentes dos tribunais regionais Eleitoral (TRE-PR), Rogério Kanayama, e do Trabalho (TRT-PR), Rosemarie Pimpão.

Tem mais

De acordo com a ministra, este é o quinto avião entregue pela Corregedoria Nacional de Justiça (CNJ) aos estados e mais 14 serão doados nos próximos meses, pelo programa Espaço Livre – Aeroportos. A CNJ busca remover todos os aviões vinculados às massas falidas de empresas aéreas ou que foram apreendidos em processos criminais. O programa procura atender principalmente os estados de maior dimensão geográfica, onde a locomoção dos magistrados é mais difícil.

Eliana ressaltou que a entrega da aeronave simboliza o fim do isolamento do Poder Judiciário. “É também uma oportunidade de devolver aos cofres públicos uma mínima parte daquilo que foi tirado por esses infratores”.

Carros

Também foi assinado o acordo que prevê a destinação dos veículos apreendidos pela Receita Federal em Foz do Iguaçu e nos pátios do Detran e delegacias. Cerca de 8 mil veículos de boa qualidade estão sucateados por falta de uso.

Confira aqui a galeria de fotos do avião.