Dirigir até 20% mais rápido que a velocidade permitida foi a infração de trânsito mais cometida pelos paranaenses no primeiro semestre. Foram 301.502 multas por esse motivo, o que representa 24% do total de 1.256.639 infrações. Na Semana Nacional de Trânsito, iniciada ontem, com o tema “Não exceda a velocidade, preserve a vida”, o Detran preparou uma série de atividades para o público jovem. As ações acontecem em sete universidades.

Em todo o Estado, nos seis primeiros meses do ano, transitar em velocidade acima do permitido foi motivo de mais de 373 mil multas, aplicadas pela Polícia Militar, polícias rodoviárias Estadual e Federal e órgãos municipais de trânsito. “O excesso de velocidade é a principal causa de acidentes de trânsito no Brasil. Aumentar a velocidade, ainda que seja em 10 quilômetros por hora,numa via em que o permitido é 60 quilômetros por hora, por exemplo, é colocar sua vida, dos demais motoristas e dos pedestres em risco”, explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o tempo de resposta do motorista em situação normal é de 75 segundos. Isso significa que, ao dirigir o veículo a 90 quilômetros por hora, uma pessoa vai precisar de 18 metros para conseguir frear o carro antes da colisão. A 120 km/h essa distância já precisa ser de 25 metros.

Em Maringá, as ações da Semana Nacional de Trânsito acontecem nos dia 19 e 20, no campus do Cesumar. Em Umuarama, Guarapuava e Siqueira Campos, as unidades do Detran também preparam abordagens educativas e distribuição de material especial.

Em Londrina, a partir de quarta-feira (19) até domingo (23), acontecem as ações do “Se Liga no Trânsito – Se beber não dirija”. Serão visitados cinco bares por noite, sempre das 20h às 24h.