Foto: Arquivo/O Estado

Caminhões de grãos passam pelo trecho que liga ao litoral.

O Exército Brasileiro, em parceria com o Ministério dos Transportes, está na estrada desde o último domingo, em vários estados do Brasil. Os 760 militares estão envolvidos na Operação Safra, que tem por objetivo coletar dados para permitir que o Centro de Excelência em Engenharia e Transporte (Centran) elabore um estudo detalhado do escoamento da produção de grãos no Brasil. A movimentação também conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

No Paraná, 200 homens trabalham em 20 postos, na contagem dos caminhões que passam no trecho da BR-277 no Estado. ?Os dados são registrados e posteriormente serão repassados para o processamento no Centran?, explica o tenente-coronel Ariel Okotny Júnior, da Comunicação da 5.ª Região Militar, em Curitiba. O expressivo número de participantes na seção da operação no Estado é explicada pelo significativo número de caminhões que transitam pelas rodovias, carregados de grãos, pois o Paraná é um dos maiores produtores do País.

A operação, que vai até o sábado, surgiu de um convênio existente entre o Ministério dos Transportes e o Ministério da Defesa. Uma vez processados os dados no Centran, eles serão enviados ao governo federal para estudos e planejamento. Com o grande fluxo de caminhões na BR-277, a rodovia precisa passar por melhorias visando a oferta futura de uma infra-estrutura mais eficiente e, principalmente, segura, tanto aos motoristas dos caminhões, que transportam a safra, como aos motoristas comuns, geralmente os mais afetados em acidentes envolvendo caminhões.