O Ministério da Educação (MEC) abriu um processo administrativo contra a Faculdade Uningá, localizada em Maringá. No último domingo, o programa Fantástico, da Rede Globo, apresentou denúncia sobre três estudantes com alto poder aquisitivo que estudavam Medicina com bolsas do Programa Universidade Para Todos (Prouni), do governo federal.

Para entrar no programa há critérios rígidos estabelecidos pelo MEC, inclusive em relação à renda familiar. Hoje, estudantes da Uningá que se revoltaram contra o fato devem realizar uma manifestação.

No site de relacionamentos Orkut, vários comentários dos alunos podiam ser vistos, ontem. Ontem, a reportagem de O Estado entrou em contato com a Uningá, mas não obteve sucesso.