Depois das unidades de saúde e hospitais, as farmácias são os lugares que recebem muitos doentes. Por isso, a Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa) definiu medidas para prevenção do coronavírus nas 23 farmácias da rede estadual. Para evitar qualquer tipo de contágio, as pessoas estão sendo atendidas individualmente e somente em horário agendado previamente. Além disso, a Sesa também deve ampliar a entrega dos medicamentos em domicílio e facilitar a renovação dos remédios, que será feita automaticamente.

LEIA TAMBÉM Supermercados podem limitar compras para evitar estocagem por coronavírus

A rede de farmácias do estado tem hoje cerca de 262 mil usuários cadastrados, que buscam remédios pelo SUS ou via demanda judicial. A coordenação de Assistência Farmacêutica do governo recomenda as pessoas que tiverem febre, tosse ou dificuldade para respirar, que não compareçam às farmácias e fiquem em casa. O usuário pode autorizar outra pessoa a retirar o remédio.

Para facilitar o acesso aos medicamentos, a Sesa anunciou ainda a ampliação da entrega de medicamentos em casa. O serviço já é oferecido a 3,5 mil usuários da farmácia da 2ª Regional da Saúde em Curitiba e a extensão deve abranger mais seis farmácias no Paraná.

Renovação automática

A secretaria também estuda uma parceria com a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paranpa (Celepar), para que a renovação de medicamentos seja feita de forma automática para os meses de março, abril e maio. Até então, o processo de renovação dos remédios é feita presencialmente a cada três meses.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: