Os três dias de folga do feriadão da Proclamação da República causou 19 mortes nas estradas que cortam o Paraná. Foram duas a menos do que as registradas no mesmo feriado do ano passado, quando o feriadão teve quatro dias. Segundo dados das polícias rodoviárias Estadual (PRE) e Federal (PRF), houve 369 acidentes, um a mais que em 2012, e 263 feridos, três a mais que no ano passado.

“Estimamos que o fluxo nas rodovias subiu 25%, comparado com o mesmo período do ano passado”, avaliou o major Maurício César de Moraes, subcomandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Só nas rodovias estaduais, foram 152 acidentes, com 13 mortos, 150 feridos e 6.593 veículos flagrados pelos radares. No feriado do ano passado, o Batalhão registrou 150 acidentes, 11 mortes, 121 feridos e 4.182 autuações pelos equipamentos eletrônicos de fiscalização. A PRF contabilizou aumento no número de acidentes (de 217 para 225), mas redução no número de vítimas fatais (de nove para seis). O número de feridos chegou a 113, ante 110 em 2012.

Nas rodovias federais, em todo o Brasil, 101 pessoas morreram em 2.269 acidentes, que também deixaram 1.278 feridos. Minas Gerais, Goiás e Bahia são os estados que mais registraram acidentes fatais.

Atropelamento

O homem mutilado por um carro, na BR-277, em São José dos Pinhais, por volta das 21h sexta-feira foi identificado no Instituto Médico-Legal como Sidnei Filakowski, 48 anos. A pancada separou as pernas da vítima, que ficaram a 150 metros uma da outra. Sidnei foi atropelado na pista sentido Curitiba.