As forças de segurança pública do Estado, junto com órgãos municipais, fizeram o atendimento de 123 ocorrências durante o feriado da Páscoa. De zero hora de sexta-feira (2) até ás 7 horas desta segunda-feira (5), houve 291 ações de dispersão de aglomeração de pessoas.

No período, 176 adultos foram encaminhados a delegacias e 10 adolescentes apreendidos por não respeitarem as medidas sanitárias previstas por decretos estaduais. Também foram apreendidos três armas de fogo e 53 veículos.

LEIA TAMBÉM – Curitiba e RMC têm decretos com diferenças no que abre e fecha por causa da pandemia. Entenda!

Os dados constam no relatório da Secretaria da Segurança Pública. Apesar da ampla divulgação das medidas sanitárias de combate ao coronavírus, as equipes policiais do Estado tiveram que lidar com aglomerações em estabelecimentos comerciais e em locais públicos.

Com a fiscalização reforçada, outros delitos também foram combatidos e houve a apreensão de 49 veículos e a recuperação de outros quatro que possuíam alerta de furto ou roubo.

No feriado, houve 740 chamados iniciais relacionados à pandemia, como aglomerações de pessoas, funcionamento irregular de comércios, festas clandestinas e outras situações que poderiam aumentar a propagação do vírus.

A média diária foi de 246 acionamentos em todo o Estado. Do total de chamados é que resultaram as 123 ocorrências, ou seja, uma média de 41 por dia, as quais tiveram como resultado os devidos encaminhamentos ou notificações.

Para o Delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach, o resultado se deve, também, à atuação diferenciada da Polícia Civil durante a período. “Neste momento da pandemia, ações de fiscalização para evitar e coibir aglomerações são importantíssimas para frear a contaminação. A Polícia Civil atua neste sentido, dando sua contribuição no enfrentamento à Covid-19, sem deixar de lado a atividade fim, que é a investigação”.

“A Polícia Militar tem feito todos os esforços no sentido de aplicar efetivo administrativo, efetivo de unidades especializadas, voltados para o patrulhamento onde existem as denúncias de aglomerações”, disse o comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira. “Neste feriado as ações foram intensificadas em conjunto com outras forças e com os municípios, e isso também surtiu efeito. Fizemos diversas fiscalizações e orientações e agimos com encaminhamentos onde foi necessário”, afirmou.

Nas operações da integração entre Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Científica, Departamento Penitenciário com as secretarias municipais e guardas municipais, 37 estabelecimentos foram multados e 17 pessoas autuadas pelos agentes dos municípios. Com a fiscalização mais intensa nos pontos de comércio, 553 locais foram vistoriados e, destes, 22 acabaram interditados.

Curitiba, RMC e Litoral

Em Curitiba, as equipes policiais promoveram operações que resultaram em 64 ações de dispersão de aglomerações de pessoas e 45 encaminhamentos de adultos.

Foram recebidas 289 denúncias de possível propagação da doença contagiosa, das quais 16 foram constatadas. O relatório aponta ainda que houve a apreensão de uma arma de fogo, 11,6 quilos de drogas e quatro unidades de drogas sintéticas, além de 31 veículos apreendidos/recuperados. Dentre os 54 estabelecimentos comerciais abordados, 13 foram multados e 13 interditados pelas autoridades municipais.

Já na RMC e Litoral, houve 19 ações de dispersão de aglomerações e dois encaminhamentos de adultos. Foram 242 denúncias, sendo que nove viraram ocorrências. O relatório aponta apreensão de 13 unidades de droga. No período foram fiscalizados 11 estabelecimentos comerciais, porém nenhum deles precisou ser multado ou interditado.

Interior

Nesta região do Estado houve 51 ações de dispersão de aglomerações, 30 encaminhamentos de adultos e cinco apreensões de adolescentes. Foram recebidas 102 denúncias de risco de contágio, das quais 30 viraram ocorrências.

O relatório aponta, ainda, a apreensão de 1,9 quilo de drogas, além de sete veículos apreendidos ou recuperados. Também foram fiscalizados 124 pontos comerciais, dos quais três foram interditados e nove multados por órgãos municipais.

Em Maringá e região houve 53 ações de dispersão de aglomerações e cinco encaminhamentos de adultos. Foram recebidas quatro denúncias de risco de contágio, das quais duas viraram ocorrências. O documento mostra, ainda, que houve a apreensão uma arma de fogo. Quatro veículos foram apreendidos ou recuperados. Houve a fiscalização de 68 estabelecimentos comerciais, dos quais seis foram multados. 

Em Ponta Grossa e região foram feitas 43 ações de dispersão de aglomerações, 61 encaminhamentos de adultos e quatro apreensões de adolescentes. No total, foram 46 denúncias de perigo de contágio da doença, sendo que 30 viraram ocorrências. Além disso, uma arma de fogo, 130 gramas de droga e uma unidade de droga sintética foram apreendida. Também foram fiscalizados 57 estabelecimentos comerciais, dos quais quatro foram interditados e cinco multados pelos municípios.

Em Cascavel e demais municípios pertencentes a esta região houve 56 ações de dispersão de aglomerações, 16 encaminhamentos de adultos e uma apreensão de adolescente. Foram recebidas 87 denúncias – 30 viraram ocorrências após constatação. O relatório indica, também, apreensão de 89 gramas de droga e 11 unidades de droga sintética apreendidas, além de dois veículos. Foram fiscalizados 206 estabelecimentos comerciais, dos quais quatro foram interditados.