A Ferroeste (Estrada de Ferro Paraná Oeste S/A), única operadora ferroviária pública do Brasil, comemora nesta quinta-feira (18), em Curitiba, dois anos da operação pública da ferrovia Guarapuava-Cascavel com a realização do “I Seminário Técnico de Planejamento da Expansão da Ferroeste”. O encontro técnico definirá os termos de uma nova parceria entre a empresa paranaense e o Exército Brasileiro para a construção dos novos ramais da estatal, que ampliarão e reforçarão a infra-estrutura logística da região Sul do Brasil e do Cone Sul da América do Sul.

O seminário é organizado pela Ferroeste e pelo Departamento de Engenharia e Construção do Exército (DEC), em conjunto com o Centro de Excelência em Engenharia de Transportes do Exército (Centran). Participarão da abertura representantes dos governos do Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e do Governo Federal, Exército Brasileiro e Ministério Público do Paraná. Também estará presente o General de Exército Italo Fortes Avena – Chefe do DEC – Departamento de Engenharia e Construção.

Segundo o presidente da Ferroeste, Samuel Gomes, o projeto de expansão da infra-estrutura do modal ferroviário paranaense, com ramais para o Mato Grosso do Sul, Oeste de Santa Catarina e Paraguai atende os usuários da ferrovia e das forças produtivas de várias regiões do Paraná, e de outros Estados. A ampliação da linha férrea conectará as regiões sudoeste e extremo oeste paranaense, Mato Grosso do Sul, oeste catarinense e o Paraguai aos portos do Paraná e de Santa Catarina.

O fomento do modal ferroviário conta ainda com o apoio de entidades de classe ligadas ao agronegócio como a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Federação da Agricultura (Faep) e a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar).

Seminário

A abertura do Seminário Técnico será às 8h30. Durante o dia, técnicos e especialistas do setor ferroviário, engenheiros, ambientalistas, portuários, militares, Ministério Público, secretarias de Governo, institutos de tecnologia e DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura) discutirão projetos técnicos, econômicos, ambientais e modelos de gestão e construção dos novos ramais da Ferroeste.