O governo do Paraná anunciou nesta segunda-feira (7) que vai contratar, de maneira emergencial (seis meses), uma nova empresa para operar o ferry boat de Guaratuba, no Litoral, no lugar da BR Travessias.

LEIA TAMBÉM:

>> Vereador protocola pedido de cassação do mandato de Renato Freitas (PT) após invasão à igreja

>> Nota Paraná sorteia R$ 1 milhão nesta segunda-feira! Saiba a cidade do ganhador

>> Túnel subaquático projetado para Santa Catarina pode ser uma opção pra Guaratuba/Matinhos?

O processo já está em andamento no Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) e leva em consideração os problemas registrados nos últimos meses, como tempo de espera acima do limite e um atracadouro afundado.

Assim que a nova empresa for contratada, o governo estadual vai declarar a caducidade do contrato com a BR Travessias, que opera o serviço desde abril do ano passado. A Gazeta do Povo entrou em contato com a BR Travessias no início da tarde desta segunda-feira (7), mas a empresa informou que, por enquanto, não vai se manifestar. O contrato com a empresa é de dez anos.

Ainda segundo o DER, uma nova licitação deve ser feita ainda em 2022.

De acordo com o governo estadual, a medida “foi motivada pelo não cumprimento das cláusulas previstas no contrato para o atendimento da população”. Até então, o governo estadual já aplicou 141 autos de infração na empresa. Tais processos continuarão em andamento.

Ao Meio Dia Paraná, o diretor-geral do DER, Fernando Furiatti, antecipou que quatro empresas já foram acionadas para participar do processo emergencial e que a nova contratação deve sair até quinta-feira (10).

Pantanal

Juma atira nos pés de Jove

Loterias

Veja o resultado das loterias desta terça-feira!

Inverno Chegou

Veja como será o primeiro dia de inverno em Curitiba

Além da Ilusão

Lorenzo declara seu amor por Letícia