Anderson Tozato / GPP
Anderson Tozato / GPP

Depois da missa, fiéis participaram
da procissão luminosa que seguiu
pelas ruas centrais da capital.

Ontem, no Dia de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, fiéis lotaram a Catedral Basílica de Curitiba para rezar e prestar homenagens à padroeira da cidade. Durante todo o dia, foram realizadas pregações e celebrações religiosas, nas quais os presentes puderam fazer pedidos e agradecer por graças recebidas.

Até o início da noite, a programação foi intensa. Às 8h30, aconteceu a primeira missa festiva. Às 10h, o arcebispo da capital, dom Moacyr José Vitti, presidiu uma missa solene, na qual os participantes assistiram a uma pregação do frei Clodovis Boff, considerado importante teólogo e professor de Teologia.

No período da tarde, das 14h às 17h, foram realizados louvores a Nossa Senhora. Às 18h, cerca de 1.500 pessoas participaram de outra missa festiva, também presidida por dom Moacyr Vitti, seguida de uma procissão luminosa pelas ruas centrais da capital. Carregando velas e a imagem de Nossa Senhora, os fiéis saíram de frente da Catedral, fizeram uma caminhada por quatro quarteirões e retornaram à igreja.

"A população curitibana tem um carinho especial por Nossa Senhora da Luz, que além de ser a padroeira da cidade trouxe a luz ao mundo, dando vida a Jesus Cristo", disse o arcebispo. "Neste dia (ontem), rezamos para que ela ilumine a Igreja, nossas vidas e nossa caminhada, para que possamos cumprir a missão que nos foi designada por Deus."

Catedral

A Catedral Basílica Nossa Senhora da Luz, erguida em homenagem à padroeira de Curitiba e localizada na Praça Tiradentes, é considerada uma das mais importantes construções da capital. Ela praticamente nasceu com a cidade, sendo construída no século XVII, inicialmente como uma pequena capela de madeira. Mais tarde, uma outra edificação feita de pedra e barro, e construída em estilo colonial, substituiu a construção de madeira.

Em 1860, em função do levantamento das torres, a construção apresentou rachaduras e, em 1875, teve que ser completamente demolida. A atual Catedral, inaugurada em 1893, foi construída em estilo neo-gótico, sendo inspirada na Igreja da Sé de Barcelona. Em 1993 passou por obras de restauro e, em 8 de setembro do mesmo ano, foi denominada Catedral Basílica Menor. "Diariamente, cerca de 2 mil pessoas comparecem à Catedral para rezar a Nossa Senhora e encontrar alento para a correria do dia-a-dia. A edificação, assim como Nossa Senhora da Luz, faz parte da história de Curitiba", afirmou ontem o pároco responsável pela Catedral, Pedro Wilson Alves Filho.