Rio Bacacheri, ao lado do Conjunto
Cassiopéia, está sendo drenado
e foi alargado pela Prefeitura.

A Prefeitura de Curitiba concluiu a obra que soluciona os problemas de enchentes no Bacacheri. A tubulação que passa por baixo da Rua Eleonora Roosevelt, antes insuficiente para comportar o fluxo de água das chuvas, foi totalmente trocada por outra maior. O resultado imediato é que a capacidade de vazão do córrego Bacacheri Mirim foi triplicada.

Na Rua Eleonora Roosevelt, o córrego sofria um afunilamento e não conseguia mais seguir o fluxo normal, inundando com freqüência as casas da região e de cerca de 600 metros seguintes, dentro do percurso do córrego. As inundações começaram a provocar a deterioração do pavimento e de parte da rua cerca de dez metros chegou a cair para dentro do córrego, prejudicando o tráfego de veículos. “Estamos beneficiando diretamente cerca de 1,5 mil famílias que moram nessa região e que sofreram durante dez anos com o pesadelo das enchentes”, afirma o secretário municipal de Obras Públicas, Leopoldo Campos. “Trata-se de um trabalho constante de prevenção contra as enchentes, que vai desde a limpeza de galerias e bocas-de-lobo até canalizações como essa”, completa.

Com a troca da tubulação, foi possível recompor o pavimento e reestruturar o sistema viário. Além de recuperar a rua destruída, a Secretaria Municipal de Obras Públicas criou uma nova via que facilita o acesso ao local. Também foi feito um jardinete, que revitalizou a região. “Trocamos a tubulação dupla de 1,50 metro por outra retangular bem maior, com 4,5 metros por 3,3 metros. Essa substituição triplicou a capacidade de vazão do córrego e vai evitar novas enchentes”, garante o diretor de Saneamento, Augusto Meyer Neto. A Prefeitura investiu R$ 300 mil para a realização dessa obra.