O Fox da família que morreu em uma tragédia na noite de sexta-feira está no pátio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no quilômetro 95 do Contorno Leste. O veículo deve ser retirado por familiares das vítimas após o inventário ficar pronto, já que o carro estava em nome de Roberto Paulo Trindade, 40 anos, que dirigia no momento do acidente.

O velocímetro do carro, onde estavam também a esposa Laís Silveira de Moraes, 43, e os filhos Pedro Paulo Moraes Trindade, 12, e Carolina de Moraes Trindade, 9, parou em 120 km/h no momento da colisão.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook