A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), empresa responsável pelo abastecimento de água no Paraná, alerta a população para que proteja os hidrômetros das residências. A queda de temperatura, como a registrada em Curitiba e na região sul paranaense nesta quarta-feira (27), pode congelar a água dentro dos medidores e provocar o rompimento das tubulações, provocando a suspensão do abastecimento. O Paraná atravessa a maior estiagem dos últimos 23 anos e o rodízio de água está atingindo vários municípios, principalmente na Grande Curitiba.

+Viu essa? Mulheres sofrem abuso sexual em assalto a farmácia em Curitiba

A companhia pede para que os moradores protejam o relógio e os canos com uma caixa de papelão, pedaço de plástico, lona, ou com outro tipo de material que impeça o acúmulo de gelo. Outra medida é fechar o registro de entrada de água à noite. Essa ação evita o acúmulo e o congelamento da água dentro do equipamento e da tubulação. “O que for utilizado para evitar o congelamento da tubulação e dos equipamentos deve ser retirado assim que a temperatura subir ou na data prevista para a leitura da conta, para que o leiturista não tenha dificuldade para conferir o que foi consumido e entregar a conta”, disse Edenilson Albani, gerente da Sanepar.

O rompimento da tubulação ou do hidrômetro pode causar grandes problemas, ainda mais nessa época em que muitas pessoas estão sem água por fatores que vão além da estiagem.

No último dia 16, por exemplo, uma tentativa de roubo a um oleoduto na região de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), interrompeu o abastecimento para metade dos moradores de Fazenda Rio Grande, que estão com enormes dificuldades para ter água dentro de casa. Inclusive, o proprietário de um parque temático segue com as torneiras abertas doando água para moradores especialmente da Vila Veneza, um dos bairros mais afetados do município.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?