A possibilidade de revisão do processo administrativo que rendeu a Mauro Miguel, funcionário de carreira dos Correios, um dia de suspensão e outro de punição deu fim à greve de fome instaurada pelo servidor desde segunda-feira passada pela manhã. Segundo os Correios, Miguel fez uma solicitação ao Comitê Nacional de Ética do órgão, em Brasília, que irá revisar o processo. Miguel pediu ainda a desconsideração das punições.