Funcionários da Fundação de Ação Social (FAS) encurtaram o expediente em 50 minutos. Desde 2011, a categoria tenta receber a mesma gratificação de 30% concedida aos servidores dos abrigos por lei municipal. Segundo o Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc), o tema já foi levado à mesa de negociação na troca de gestão, mas a direção da FAS tem se negado a estabelecer a isonomia entre os trabalhadores.