Pela primeira vez na história um ex-trabalhador braçal preside o Brasil no Dia do Trabalho. O presidente e ex-metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva tem justamente como um dos principais desafios de seu mandato a geração de novos empregos. Ainda respaldado por uma grande parcela da população, Lula acompanhado por todos os governadores dos 27 Estados da Federação entregou ontem, ao Congresso Nacional, as propostas de reforma tributária e, talvez a mais polêmica delas, a Reforma da Previdência.

A data de hoje também marca a entrada em vigor do novo salário mínimo, que passou de R$200,00 para R$240,00. No Paraná, a data será comemorada com um grande evento promovido pela Força Sindical do Paraná.

Aliás, movimentos sindicais estão na origem da comemoração do Dia do Trabalho. A data de comemoração mundial foi estabelecida em 1.º de maio de 1889 num congresso socialista realizado em Paris, na França. Na ocasião houve uma homenagem à greve geral feita em 1.º de maio de 1886, em Chicago, principal centro industrial dos Estados Unidos na época. Milhares de trabalhadores foram às ruas protestar contra as condições de trabalho desumano. A repressão ao movimento foi dura. Houve prisões, feridos e até mesmo mortos nos confrontos entre operários e polícia.

Solidário

Pelo segundo ano consecutivo a Força Sindical do Paraná promove o Primeiro de Maio Solidário. A grande festa do trabalhador será realizada a partir das 9h na Praça do Verbo Divino, centro de São José dos Pinhais. As pessoas que comparecerem ao evento poderão fazer carteira de trabalho, carteira de identidade, alistamento militar e diversos exames médicos. Haverá sorteios de um apartamento, carros, motos, computadores, entre outros prêmios. Para concorrer as pessoas devem trocar um quilo de alimento não-perecível por um cupom. No ano passado 80 mil pessoas participaram do encontro e doaram 30 toneladas de alimentos. O arrecadado este ano será destinado ao Programa Fome Zero. A expectativa da organização é levar 100 mil pessoas ao evento.

Para animar a festa serão realizados vários shows musicais durante todo dia.

O presidente da Força Sindical do Paraná, Sérgio Butka, destacou que além de recordar a história do trabalho no mundo, o encontro é focado na cidadania. “O Primeiro de Maio Solidário é um ato que visa a conscientização do trabalhador quanto aos seus direitos e seu papel no desenvolvimento de uma sociedade mais justa”, disse Butka.