A fabricante de bebidas Ambev escolheu Carambeí, nos Campos Gerais do Paraná, para instalar a maior fábrica de vidros sustentáveis do País, em um investimento de mais de R$ 870 milhões. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (23). O protocolo de intenções havia sido assinado com o Governo do Estado no fim do ano passado.

A construção começa este ano, com a criação de 1,5 mil vagas de emprego durante a obra. A partir do início da operação, projetada para ocorrer em 2025, serão entre 300 e 400 postos diretos.

+ Leia mais: Draga que fez obra gigantesca em Camboriú chega ao Paraná pra recuperar Orla de Matinhos

“Esse é mais um investimento fantástico para o Paraná. A Ambev já é uma referência em sustentabilidade no nosso Estado e no mundo. Agora, eles trazem mais essa boa notícia: uma indústria de garrafas de vidro, que segue a política da empresa de fazer a reciclagem das garrafas. É mais geração de emprego e renda que atraímos para o Estado”, ressaltou o governador Carlos Massa Ratinho Junior, lembrando que o Estado bateu recorde na geração de empregos com carteira assinada, com a criação de mais de 172 mil vagas no ano passado.

A planta industrial vai produzir garrafas a partir da reciclagem de cacos recolhidos, fruto de parcerias com empresas de logística reversa e cooperativas da região. Serão produzidas garrafas dos tipos long neck, 300 ml, 600 ml e 1 litro para diversos rótulos da empresa, como Brahma, Skol, Budweiser, Stella Artois, Becks e Spaten. A capacidade produtiva é de até 500 milhões de garrafas por ano, dependendo do tipo. A fábrica vai abastecer cervejarias do Paraná e de diversos outros estados.

+ Veja mais: Ex-governador Roberto Requião é internado em Curitiba para tratamento cardiológico

“É resultado de um trabalho árduo de toda a equipe, que desde dezembro está dando o suporte com o repasse de informações à empresa. É um marco histórico, um grande passo para a industrialização do município. Uma conquista de Carambeí, dos Campos Gerais e do Paraná”, afirmou a prefeita da cidade, Elisangela Pedroso.

Sustentabilidade

A nova unidade representa uma aposta no desenvolvimento da logística reversa e economia circular, e está alinhada à meta da empresa de ter 100% dos seus produtos em embalagens retornáveis ou feitas majoritariamente de conteúdo reciclado até 2025.

O vidro, material largamente utilizado como embalagem para bebidas, tem grande potencial de reciclagem. Quando reciclado, além de fomentar a cadeia de logística reversa, gera impactos positivos como redução do consumo de energia e das emissões de CO2 lançados na atmosfera.

A unidade será construída usando apenas fontes de energia elétrica renovável e equipada para operar com biocombustíveis. Além disso, contará com uma estação para tratamento de 100% dos efluentes gerados e reaproveitamento da água utilizada no processo, garantindo alta eficiência hídrica e energética.

+ Leia mais: Obra no viaduto do Tarumã, em Curitiba, tem edital lançado. Veja como vai ficar!

Segundo a Ambev, a primeira fábrica de vidros da empresa, inaugurada em 2008 no Rio de Janeiro, é hoje a vidreira que trabalha com o maior percentual de material reciclado do Brasil. Neste ano fez a primeira garrafa de vidro 100% reciclado no país em escala industrial.

Além da nova fábrica de vidros em Carambeí, a Ambev conta com instalações em Ponta Grossa e Curitiba, centros de distribuição em diversos municípios e parcerias com o agronegócio de Guarapuava.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.