O governador Beto Richa lança nesta segunda-feira (7) o Programa de Apoio à Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Tecnova Paraná. Serão destinados R$ 22,5 milhões para incentivar empresários a investirem em novos produtos e ideias. Os recursos são da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (R$ 15 milhões) e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (R$ 7,5 milhões).

O público-alvo são as micro e pequenas empresas, com faturamento anual inferior a R$ 3,6 milhões, com, no mínimo, seis meses de existência. O interessado deve enviar o projeto, conforme será descrito em edital. A universidade estadual da região em que está instalada a empresa vai analisá-lo, para então entrar com o pedido de recursos financeiro e colocar a ideia em prática.

O valor destinado às empresas pode variar de R$ 180 mil a R$ 600 mil, mediante a contrapartida financeira de 5% do valor subsidiado. O prazo para a execução do projeto será de até 24 meses.

O programa surgiu da união de esforços para promover e incentivar a inovação tecnológica em áreas estratégicas, pela cooperação entre o setor público, privado e as instituições de pesquisa e desenvolvimento. Os segmentos com prioridade são energia, tecnologia da informação e comunicação (TICs), biotecnologia, metalmecânica, cadeias produtivas da agroindústria e complexo industrial da saúde.

O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, destacou a importância do projeto dentro da agenda de aproximação do setor produtivo com o meio acadêmico. “Trata-se de parte de ações conjuntas que são desenvolvidas entre o sistema de ensino superior e o setor produtivo para avançarmos no processo de inovação no Paraná”, afirmou o secretário.