Enquanto a ponte entre Matinhos e Guaratuba – aguardada há anos – não sai do papel, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) adota medidas paliativas para tentar reduzir o tempo de espera no ferryboat nos feriados de Finados, Proclamação da República e nas festas de fim de ano. A principal recomendação é que os motoristas viajem em horários alternativos, quando o movimento é mais baixo e a fila é menor. O alerta acontece também pelo aumento de até 30% no número de veículos que estão passando pelo ferryboat, por causa das obras na BR-376.

Além da distribuição de panfletos com dicas, pela Ecovia e na concessionária Travessia de Guaratuba, responsável pelo ferryboat, a operação terá ajuda da Polícia Militar, que vai atuar na organização e evitar que motoristas tentem “furar” a fila. “Nos grandes feriados, a tendência dos veranistas é sair no mesmo horário, em geral no fim da tarde, congestionando as rodovias e o ferryboat. O melhor é planejar e evitar os picos de movimento, para ter viagem mais tranquila ao litoral”, disse o superintendente da Regional Leste do DER, Sérgio Moreira Gomes. O DER estima que desçam ao litoral cerca de 100 mil veículos nos próximos feriados e mais de 150 mil veículos nas festas de fim de ano. Mais da metade destes veículos devem usar o ferryboat.

Controle

A Polícia Rodoviária Estadual aponta que na PR-412, que liga Garuva (SC) a Guaratuba, nos horários de picos, o tempo de deslocamento dos veículos é superior a quatro horas. “Ainda que haja necessidade de aperfeiçoar o sistema de ferryboat, é grande o número de motoristas que preferem vir pela BR-277, cruzar a Baía de Guaratuba, em vez de pegar congestionamentos na BR-376 e na entrada de Garuva, por causa das obras naquela rodovia”, comenta Gomes.

Outra medida que pode contribuir para melhor tráfego foi a reforma das embarcações. A concessionária investiu R$ 2,9 milhões para ampliar os ferryboats Piquiri e Guaraguaçu, que ganharam mais 12 vagas cada, ficando com capacidades máximas de 50 veículos. Também foram ampliadas as áreas de passageiros das embarcações Piquiri, Sônica e Rainha de Guaratuba. O DER também estuda controlar a circulação de caminhões em determinados horários.

Edital quase pronto

O governo informou que lançará em breve a concorrência para construção e exploração da ponte entre Matinhos e Guaratuba. O processo de licitação, que está na fase final de elaboração de edital, vai escolher a empresa que apresente a melhor solução para a construção dos acessos da ponte, com o menor impacto sobre as duas cidades e o meio ambiente.

A empresa vencedora vai construir a ponte e poderá explorá-la, por meio da parceria público-privada.