Uma confusão na noite desta quarta-feira (26), em frente à garagem de ônibus da Viação Cidade Sorriso, no Umbará, em Curitiba, terminou com um funcionário da empresa preso pela Polícia Militar.

Trabalhadores do transporte coletivo, que formavam um piquete em frente ao portão da empresa, impediram a saída dos veículos, mesmo após o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região (Sindimoc), Anderson Teixeira, declarar em audiência no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) que 40% da frota voltaria a rodar imediatamente.

Lineu Filho
Dois ônibus tiveram as janelas quebradas.

Por volta das 21h, um grupo mais exaltado apedrejou um ônibus que tentava sair. Uma viatura policial do 13º batalhão, que estava no local, chamou reforços. Um outro veículo, que chegava da rua, foi apedrejado antes de entrar na garagem. Com a chegada de outras viaturas, os policiais militares identificaram um dos responsáveis pelo apedrejamento e deram voz de prisão. Os demais manifestantes cercaram os policiais para impedir a detenção do colega e se referiram aos PMs de forma desrespeitosa.

Quando todos foram ameaçados de prisão por desacato, o grupo se afastou e o detido pôde ser levado para uma das viaturas. O homem foi levado ao Ciac-Sul (Portão). Com reforço policial no local, os ônibus conseguiram deixar a garagem da Cidade Sorriso através de uma saída lateral.

Grevistas descontentes

No bairro Bom Retiro, trabalhadores da Autoviação Marechal também tentaram impedir a saída dos ônibus da garagem. Um manifestante mais exaltado xingou colegas que estavam no volante e ameaçou agredi-los. Mesmo assim, alguns veículos conseguiram entrar em circulação. Na Viação Redentor, na Cidade Industrial, nenhum veículo pode sair devido aos três coletivos com pneus furados que bloqueavam o portão. Uma viatura da PM ficou de prontidão, mas não houve violência.

O Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) afirmou que vai pedir reforço policial para que os ônibus possam deixar as garagens na manhã desta quinta-feira (27). A Urbs confirmou que para reforçar o transporte coletivo, os veículos autorizados a fazer o transporte alternativo continuarão rodando, mas não poderão trafegar pelas canaletas.

Confira no vídeo o momento da prisão do suspeito.

Lineu Filho

 Você conseguiu ir para o trabalho hoje? Envie para o Paraná Online seu relato de como você está se virando durante a greve dos ônibus.

Quer saber qual é o melhor caminho? Confira o trânsito em tempo real em Curitiba.