Um grave acidente envolvendo um guindaste e um ônibus coletivo deixou pelo menos 12 pessoas feridas, na manhã desta terça-feira (06), na BR-277, no bairro Cajuru, em Curitiba.

O motorista do guindaste, placa NRC-8904 de Piraquara, afirmou que saiu da pista da direita para a esquerda para dar a vez a dois ônibus que saíam do ponto e retornavam à rodovia, no quilômetro 81. O trecho é congestionado em todas as manhãs.

“Outro ônibus fez a mesma coisa que eu, só que parou bruscamente. Eu estava a uns 50 quilômetros por hora e, a 40 metros de distância, apertei o freio umas três vezes e o caminhão não parou. A única coisa que eu pude fazer foi tentar tirar a lança o máximo possível”, lamentou Altevir Júlio da Silva. O ônibus, empurrado pelo caminhão, ainda atingiu a traseira de um Pálio.

A lança, entretanto, atravessou a parte traseira do ônibus da empresa Marumbi, prefixo 28041, que fazia a linha Posto Paris, e saiu na lateral esquerda, derrubando vários passageiros. Quem estava no fundo amontoou-se sobre as pessoas que caíram e também sobre as que estavam na frente. Doze pessoas ficaram feridas, entre elas duas mulheres grávidas. Quem estava por perto ajudou a arrombar a porta de acesso ao veículo, que ficou travada.

Seis vítimas foram levadas ao Hospital Evangélico e mais quatro seguiram para o Cajuru com ambulâncias da concessionária Ecovia, responsável pelo trecho, e do Siate. Duas assinaram um documento recusando atendimento. “De todas estas vítimas apenas duas estavam em estado mais grave, mas todas passam bem”, garantiu o médico do resgate da concessionária, Sergio Molkenthin. No Pálio e no caminhão ninguém se feriu.

A Polícia Rodoviária Federal realizou o teste de alcoolemia com Altevir, e o resultado foi de 0,27 miligramas de álcool por litro de ar expelido. Se ele estivesse com 0,3 miligramas, estaria sujeito a uma pena de seis meses a um ano de detenção.

Veja a galeria de fotos do acidente.