O prefeito de Curitiba Gustavo Fruet fez uma declaração, na tarde desta quarta-feira (26), em sua conta na rede social Facebook, sobre a rejeição por parte da Justiça sobre a tutela antecipada da ação declaratória na qual foi questionada diversos pontos sobre a composição da tarifa do transporte público.

Fruet disse que vão enviar os resultados dos processos administrativos para o Ministério Público (MP-PR) e também para o Tribunal de Contas (TCPR) como uma última cartada para repactuação junto ao Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo (Setransp).

O prefeito falou dos esforços para manter o preço da tarifa. “Estamos fazendo todo esforço na busca por alternativas para manutenção da tarifa do usuário em R$ 2,70. Se não tivéssemos feito nada neste 1 ano e 3 meses de gestão, a tarifa técnica já estaria em mais de R$ 3,70. Não podemos mais alimentar a lógica do reajuste da tarifa e do subsídio, sob pena de perder mais usuários e inviabilizar o sistema.”, desabafou.