A partir das 13h30 de hoje começa oficialmente a primavera em todo o Hemisfério Sul. A estação, que marca a transição entre o inverno e o verão, vai até o dia 22 de dezembro às 9h42. No Paraná, a primavera deverá ser marcada por um período de chuvas irregulares, um pouco abaixo da média registrada nos anos anteriores. Já as temperaturas deverão ser um pouco mais elevadas, com dias, na parte da tarde, acima dos 28 ºC.

De acordo com o meteorologista do Instituto Tecnológico Simepar, Lizandro Oliveira Jacobsen, o que deverá marcar o período será a irregularidade das chuvas, mantendo as características da primavera. “É próprio da estação essa má distribuição de chuvas, e depois de novembro, isso deverá ficar acentuado no período da tarde”, comentou. As chuvas devem aumentar nas regiões Oeste e Sudoeste do Estado, a partir da concentração de massas instáveis que se formam no Paraguai. Segundo Jacobsen, as nuvens carregadas se formarão pela combinação entre baixas pressões e forte aquecimento.

O avanço de várias frentes frias também vai contribuir para a ocorrência de chuvas, muitas vezes acompanhadas por ventos fortes, granizo e raios. As temperaturas deverão aumentar à medida que a transição do inverno para o verão acontece. As regiões Oeste, Sudoeste, Norte e litoral terão as maiores temperaturas – variando de 15 a 28 graus. Nas demais regiões a variação será de 13 a 25 graus. Segundo Lizando Oliveira Jacobsen a estação manterá a sua característica com dias mais longos e quentes, à medida que se aproxima do verão.

Sem influência

O meteorologista afirmou que por enquanto não está configurada a influência de fenômenos como o El Niño – que provoca a alteração de chuvas e temperaturas devido ao aquecimento anormal das águas do Pacífico – durante a primavera. Os seus efeitos poderão ser sentidos nos meses de janeiro a março. “O fenômeno só poderá ser confirmado a partir do verão.”