Um mecânico, de 57 anos, morreu na tarde de sábado atacado pelo pitbull mestiço da irmã, no Abranches. Vizinhos ficaram horrorizados com a tragédia e contaram que o cão, de médio porte, já tinha mordido a perna da dona há algumas semanas.

Paulo João Sameliki morava nos fundos da casa da irmã na Rua Lúcia Dechandt e, de acordo com testemunhas, era alcoólatra. Ninguém soube explicar o que teria provocado o ataque do cão, que tinha fama de ser agressivo. O homem foi mordido no pescoço e na cabeça.

Os vizinhos disseram que o cachorro não costumava sair à rua. Ele ficava na parte de frente da casa até morder a dona; depois foi mantido nos fundos da residência.

O Siate chegou a ser acionado, mas os bombeiros nada puderam fazer por Paulo, que já estava morto.

Conforme a vizinhança, o cachorro ainda estava na casa na tarde de ontem, mas o comentário é que seria levado para ser sacrificado hoje. O sepultamento da vítima ocorreu na tarde de ontem, no Cemitério Paroquial Abranches.

Criança

Esse foi o segundo ataque de um pitbull em menos de uma semana. Na sexta-feira, um menino, de 5 anos, foi mordido quando ia para aula, na Rua Brigadeiro Franco, Parolin. A criança foi levada por familiares ao hospital com ferimentos graves, mas não corria risco de morrer.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook