A Prefeitura de Curitiba está mudando o padrão de produção de árvores para evitar vandalismo. Pelo novo método da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, as mudas só irão para a rua quando estiverem mais desenvolvidas e resistentes, com diâmetro de 10 centímetros e altura mínima de 2,5 metros.

Para chegar ao novo porte, as mudas levam até cinco anos. No método antigo, usado há mais de 20 anos pelo Horto Municipal, as mudas são plantadas com dois centímetros de diâmetro e 1,80 metro de altura, e demoram três anos para ficarem prontas. Com porte menor, fica fácil de a planta ser arrancada ou danificada. Das cerca de 10 mil novas árvores plantadas por ano nas vias públicas, 3.500 são vandalizadas.

O primeiro lote de quatro mil mudas produzidas pelo Horto Municipal dentro do novo padrão será plantado nas ruas em fevereiro de 2010. As primeiras árvores testadas são Dedaleiros e Ipês, espécies nativas usadas na arborização pública de Curitiba, e já estão sendo preparadas para o plantio definitivo.

As novas mudas são plantadas diretamente na terra, onde são amparadas por estacas que conduzem ao crescimento reto da planta. As mudas permanecem quatro anos no mesmo local, recebendo os cuidados necessários como irrigação e sombreamento.

Depois de alcançar o porte desejado, as mudas são removidas da terra e transplantadas em tambores grandes onde ficam por cerca de seis meses, tempo necessário para as mudas se recuperarem do transplante. Só então, elas podem ser destinadas ao plantio definitivo nas ruas.