O governador Beto Richa autorizou a abertura de licitação para a compra de equipamentos médico-hospitalares no valor de R$ 2,7 milhões para o Hospital do Trabalhador, a maior unidade hospitalar do Governo do Paraná. O hospital, localizado em Curitiba, é a principal referência para a Rede Paraná Urgência no atendimento ao trauma e acidentes. A unidade também foi escolhida para integrar a rede SOS Emergência, do governo federal, como retaguarda para a Copa do Mundo de 2014.

“A aquisição contribuirá para o atendimento a diversas especialidades médicas. São equipamentos com tecnologia de ponta, fundamentais para garantir assistência de qualidade e resolutividade aos pacientes que forem referenciados para este hospital”, afirma o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto.

Serão comprados dois aparelhos digitais fixos de raios x e dois de videogastrobroncocolonoscopia e um de videolaparoscopia para diagnóstico de doenças e cirurgias. Também serão adquiridos dois aparelhos cirúrgicos – arco em “C” – para auxiliar cirurgias ortopédicas, nove bisturis elétricos, 24 camas elétricas e 12 oxímetros de pulso.

O Hospital do Trabalhador tem 222 leitos, sendo 30 leitos de UTI adulto e 10 de neonatal/pediátrico. Dos leitos adultos, 10 da UTI adulto começaram a operar em maio com a contratação de 46 novos profissionais de diversas especialidades.

“Nestes 15 anos, o Hospital do Trabalhador se tornou referência para qualquer nível de complexidade e isto se deve principalmente aos investimentos que tem recebido”, afirmou o diretor do hospital, Geci Labres de Souza Júnior.

Em junho de 2013, o pronto-socorro do hospital completou 15 anos em atividade. A unidade recebe mais de 300 pacientes novos todos os dias. Em 2012, foram 82.276 atendimentos de urgência e emergência.