A partir do dia 10 de dezembro, Foz do Iguaçu passa a contar com um novo hotel: o Selina Foz do Iguaçu, que marca a entrada da rede hoteleira Selina no Paraná. O empreendimento será o sétimo da rede – que foca em promover conexões e tem os nômades digitais como seu público-alvo – no Brasil.

LEIA TAMBÉM – Uber Moto não avança em Curitiba! E você, embarcaria? Vote na enquete da Tribuna!

“Foz tem uma mistura de várias etnias em só lugar e o fato de você conseguir passar por três países num único dia; tem também uma grande diversidade – e tudo isso combina muito com o estilo do Selina. Foz também tem a facilidade de um centro urbano e o contato com a natureza”, diz a diretora de vendas da rede no país, Giuliana da Fonseca, sobre a escolha da cidade para a chegada da rede ao estado.

Assim como todas as outras unidades da rede, a de Foz do Iguaçu também ficará em espaço que já abrigou outros negócios. Neste caso, será o prédio do antigo hotel Lanville, na região central da cidade, que foi totalmente reformado e transformado em um hotel-butique. Para isso, foram investidos R$ 18 milhões.

VIU ESSA? 100 homens vão só de sunga a restaurante de Curitiba em troca de macarrão

O empreendimento contará, ao todo, com 145 quartos e 518 camas. “Na Selina, falamos em quartos e camas, porque temos também quartos compartilhados”, explica Giuliana. Porém, na inauguração, apenas 86 acomodações estarão disponíveis para os hóspedes. Elas terão quatro formatos: quartos compartilhados; privativos com banheiro compartilhado; suítes; e suítes “mais” (que contam com área de estar e varanda).

Para o início do ano que vem, está prevista a entrega de 59 studio apartments, acomodações voltadas para estada longa, com cozinha equipada com cooktop e micro-ondas.

Estrutura

Como o objetivo da rede é promover encontros e conexões entre seus hóspedes, o empreendimento vai contar com duas piscinas com bar, um cinema e uma biblioteca no espaço denominado playground. Terá também um coworking, com sala de reunião privativa e salas para empresas de até seis pessoas, e uma loja multimarcas, onde o hóspede encontrará produtos de marcas locais.

Haverá ainda uma cozinha compartilhada e um espaço grab&go, para quem não tiver tempo de parar para ou preparar uma refeição. Ali serão vendidos café, bolos, saladas, etc.

Em termos de programação e entretenimento, o hotel vai oferecer atividades de wellness, como aulas de yoga, e cursos. A Selina pretende ainda estabelecer parcerias com empresas locais para vender tours e experiências, como stand-up paddle no Rio Iguaçu.

Criada no Panamá, a Selina chegou ao Brasil em 2018, com um hotel no Rio de Janeiro. De lá para cá, abriu unidades nas cidades de Florianópolis, Paraty e São Paulo. Além de trabalhar com estadas de curta e longa duração, a rede Selina lançou recentemente um programa de assinaturas. Nele, o consumidor compra um número de noites e pode se hospedar em qualquer unidade da rede no mundo.

Web Stories

Novidades!

Filme do Elton John chega nesta semana na Netflix; confira a lista !

Vai fechar!

Conheça os produtos que estão em liquidação no Extra!

Natal em Curitiba

Caminho de Luz Curitiba – saiba como fazer a inscrição!

Um Lugar ao Sol

Maria vai brigar pra que Luc conheça o pai