O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) multou ontem em R$ 10 mil por dia a Sociedade Navieira Ultragás Ltda., proprietária do navio chileno Vicuña, que explodiu no último dia 15 de novembro no Porto de Paranaguá. A multa se deve ao não-cumprimento de exigência para aumento do efetivo que trabalha na retirada do óleo ainda existente na Ilha da Cotinga, na Baía de Paranaguá.

Em reunião realizada no mês de junho, juntamente com a Defesa Civil e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), foi exigido que a empresa aumentasse o efetivo para quatro equipes com 100 integrantes. Atualmente 60 pessoas estão trabalhando na limpeza da área. ?Como não houve o cumprimento da determinação, a multa será diária até que sejam tomadas as providências cabíveis?, informou o presidente do IAP, Rasca Rodrigues.