Uma idosa de 95 anos recebeu duas doses de vacinas diferentes contra a covid-19 em Maringá. A primeira aplicação, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foi da vacina da AstraZeneca/Oxford. Já na segunda aplicação a paciente recebeu uma dose do imunizante produzido pelo laboratório Sinovac. O caso aconteceu nesta semana, cerca de 30 dias após a aplicação da primeira dose do imunizante.

LEIA TAMBÉM Curitiba recebe mais 12.990 doses de Coronavac e amplia vacinação nesta sexta

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Maringá disse que está monitorando o estado de saúde da paciente. Até o momento, garante a pasta, ela se encontra bem e sem qualquer sintoma relacionado à vacinação. Assim que a troca foi percebida, segue a nota, a secretaria notificou a 15ª Regional de Saúde e o Ministério da Saúde.

Por fim, a secretaria afirma que já tomou as medidas administrativas necessárias para identificar se houve “apenas falha humana” ou de processo, e se comprometeu a reorganizar o sistema de Tecnologia de Informação do município para evitar futuros casos semelhantes. Ainda não há definição sobre se a paciente receberá uma nova dose da vacina Sinovac ou AstraZeneca/Oxford, nem quando essa terceira dose será aplicada.