Foto: Lucimar do Carmo/O Estado

A conhecida Igreja da Ordem é o prédio mais antigo de Curitiba.

A Igreja da Ordem Terceira de São Francisco pode ser vista por quem dá um passeio pelo Centro Histórico de Curitiba. Fica no Largo da Ordem, na esquina das ruas São Francisco e Mateus Leme. Mas são poucos os que sabem da importância deste monumento histórico. É o prédio mais antigo de Curitiba que ainda está preservado. A igreja foi construída em 1737. A relevância da Igreja da Ordem, como é mais conhecida, é tratada no documentário As pedras o vento não leva, que será lançado hoje.

A produtora Karla Nascimento conta que a idéia do projeto surgiu há dois anos, por causa de um trabalho de faculdade. A equipe envolvida no desenvolvimento do documentário, mesclada com estudantes e profissionais, conseguiu se enquadrar na lei municipal de incentivo à cultura e encontrar parceiros para que a idéia saísse do papel. As filmagens foram feitas no final de 2005.

O documentário possui uma parte de ficção, imagens de dentro e fora da igreja, além de entrevistas sobre diversos ângulos da igreja. Foram entrevistados arquitetos, historiadores e a população em geral. ?O documentário mostra o lado religioso, que as pessoas estão esquecendo, e os lados patrimonial e histórico da Igreja da Ordem. Não existe consciência sobre a importância dela. As pessoas não dão o devido valor?, comenta Karla.

A Igreja da Ordem é repleta de curiosidades, segundo a produtora. As luminárias vieram da Áustria, especialmente para a visita que D. Pedro II fez a Curitiba, na época da construção da ferrovia para o litoral do Estado. O local foi escolhido para receber o imperador porque a Igreja Matriz, onde hoje é a Catedral Basílica de Curitiba, estava em obras. A igreja mais próxima era a da Ordem. Ela recebeu diversas obras de arte sacra com a visita. Na opinião de Karla, a arte mais valiosa da Igreja da Ordem é o altar de madeira, totalmente talhado com diversas imagens. O documentário As pedras o vento não leva será lançado hoje em um evento fechado, dirigido para os patrocinadores e envolvidos no projeto. Podem ser programadas apresentações na Pontifícia Universidade Católica do Paraná e no Cenáculo de Adoração ao Santíssimo Sacramento da Igreja da Ordem Terceira de São Francisco.