A Arquidiocese de Curitiba vai arrecadar alimentos e roupas para enviar às pessoas atingidas pelas enchentes em Santa Catarina. As 334 paróquias da capital e da região metropolitana se tornarão postos de coleta.

O anúncio foi feito ontem pelo arcebispo metropolitano, dom Moacyr José Vitti, durante o lançamento da campanha “Natal com Jesus é Natal – Jesus é o sentido da vida”, que tem a finalidade de fazer as pessoas refletirem sobre o verdadeiro sentido da festa.

Em Santa Catarina, milhares de pessoas estão desabrigadas e falta de tudo, principalmente roupas e alimentos. A situação em algumas cidades ficou tão crítica que houve até saques a supermercados.

Para ajudar os vizinhos catarinenses, a Igreja Católica está aproveitando a aproximação do Natal para convocar os fiéis a praticarem o gesto de solidariedade.

Os mantimentos e roupas serão enviados para a Cúria Metropolitana e depois seguirão para as cidades atingidas. “Precisamos abrir nossos corações, ter gestos de solidariedade e participar com carinho desta campanha”, diz o arcebispo.

Dom Moacyr disse ainda que o desastre deve fazer as pessoas refletirem sobre o verdadeiro sentido do Natal, deixando o consumismo de lado. “Só Natal com Jesus é Natal. Quem olha para Jesus, vê o próprio Deus, que veio em forma de uma criança para salvar a humanidade.” A campanha natalina começou a ser realizada há três anos. A cada ano o lema muda, sempre seguindo a campanha da fraternidade.

Paróquias

Outro objetivo, segundo o bispo auxiliar dom Dirceu Vegini, é o fortalecimento dos grupos de reflexão das paróquias. Hoje eles somam cerca de três mil. “Convidamos as famílias a se reunirem para celebrar e partilhar a Palavra do Senhor e se preparar para o Natal”, convoca.

As novenas começam quatro semanas antes do Natal, época do advento. Em cada encontro lembram como ocorreu o nascimento de Jesus e falam sobre problemas atuais, como meio ambiente.

“Reunimos as famílias e compartilhamos nossas experiências. A partir desses encontros também surgem novos grupos”, afirma Eva Ricardo Camilo, que é coordenadora de 110 grupos de reflexão da Paróquia Santa Terezinha de Lisieux, em Colombo. Durante o advento, a igreja também vai arrecadar em todo o País dinheiro para financiar o aperfeiçoamento de religiosos.