A Copel vai retirar as torres e superpostes da Avenida Comendador Franco – avenida das Torres – que liga Curitiba a São José dos Pinhais e ao aeroporto Afonso Pena. A companhia vai substituir a atual linha de energia por uma nova linha subterrânea, com um investimento de R$ 157 milhões, que inclui também a construção de uma nova subestação.

A medida foi anunciada pelo governador Beto Richa nesta terça-feira (22), no Palácio Iguaçu. O governador também autorizou a prefeitura de Curitiba a homologar licitação e firmar contrato para as obras de pavimentação na avenida Agamenon Magalhães, no bairro Capão da Imbuia. O investimento é de R$ 7,2 milhões, financiado pelo Governo do Estado.

“É uma alegria anunciar mais esse pacote de investimentos, bastante significativo e com obras aguardadas por Curitiba, como a da avenida Agamenon Magalhães”, disse o governador. Ele afirmou que a retirada das torres da avenida Comendador Franco permitirá intervenções urbanas, como construção de corredores exclusivos para o transporte público, pista de ciclovias, melhorando condições de paisagem urbana na extensão de oito quilômetros da avenida”, disse Richa.

Com o ajuste fiscal feito pelo governo estadual, a arrecadação aumentou e, com isso, também as transferências das receita de ICMS e IPVA. “Curitiba já recebeu R$ 132 milhões em transferências. O ajuste fiscal protegeu o Paraná e os municípios dessa grave crise financeira que atinge o País”, acrescentou.

Para o secretário de Obras Públicas de Curitiba, Sérgio Luiz Antoniasse, as duas ações representam mais uma parceria com o Governo do Estado e vão trazer mais conforto e mobilidade para a população. “As obras na Agamenon vão melhorar a condição de tráfego para quem vem de Pinhais e Piraquara”, disse ele.