O Diário Popular começou a circular em 4 de março de 1963, com a proposta de “apresentar ao povo de nossa terra um jornal que se pudesse manter numa linha de completa independência na apreciação dos fatos, notadamente na época crítica e difícil que presenciamos o nosso país atravessar”.

O editorial da primeira edição alertava que o Diário Popular seria um jornal dinâmico e combativo e estaria vigilante. Prova disso, foi a manchete: “Política e protecionismo na Secretaria de Viação”.

A reportagem denunciava sérias irregularidades que estavam sendo cometidas na pasta como, por exemplo, favorecimento de empresas com o dinheiro público. E, assim, tem sido durante esses 46 anos de atividades.