O jornalista Antonio Cipriano Bispo faleceu na manhã de ontem, em Curitiba, aos 80 anos. Especialista em automóveis e automobilismo, ele foi o primeiro editor do suplemento Jornal do Automóvel, lançado em 1974 e que circula semanalmente até hoje, com as edições de segunda-feira da Tribuna. O velório acontece desde a noite de ontem, na capela 3 do Cemitério Vertical, no Tarumã. O sepultamento será as 13h de hoje.

Natural de Santos (SP), Bispo veio ainda criança para o Paraná e passou sua adolescência em Paranaguá. Em 1956, formou-se oficial da Polícia Militar do Paraná. Após o golpe militar de 1964, foi cassado pelo Ato Institucional n.º 1. Ainda na década de 1960, começou sua carreira como comunicador, na Rádio Guairacá e na revisão da Tribuna.

Em 1970, Bispo lançou uma coluna sobre automóveis no jornal O Estado do Paraná. No dia 22 de setembro de 1974, foi lançada a primeira edição do Jornal do Automóvel. Com capa em cores, destacava o carro-conceito BMW Turbo.

Bispo ficou no comando do Jornal do Automóvel por mais de 20 anos, até o final da década de 1990, quando a publicação ficou a cargo de seu filho, Alexandrino C. Bispo Neto. Atualmente, ainda trabalhava como jornalista, no site “Automanianet”.

A morte de Antonio Cipriano Bispo foi confirmada às 11h20 de ontem. Ele estava internado no Hospital Vita desde 14 de outubro, quando sofreu um acidente vascular cerebral (AVC).