A Justiça Federal em Guarapuava negou liminar a uma empresa que pretendia anular judicialmente interdição determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A companhia, denominada Almix, foi interditada porque contratou um link de grande porte e distribuiu a terceiros, montando uma rede de distribuição de internet via rádio em 2005, mas tendo pedido a devida autorização à agência somente em junho deste ano. A Justiça considerou a interdição adequada e negou o pedido da empresa para continuar funcionando.