Uma decisão judicial obrigou o governo do Estado a fornecer um medicamento de alto custo a um portador de carcinoma renal de Quedas do Iguaçu, no sudoeste. A determinação veio do Tribunal de Justiça do Paraná, que negou recurso do Estado em ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual. O remédio demandava gasto mensal médio de R$ 18 mil ao paciente.