O vendedor ambulante Luiz Ubirajara Erra, 69 anos, procurou o Paraná Online para sugerir que a Urbs melhore a comunicação visual e sonora dos sentidos das linhas de ônibus de Curitiba e região metropolitana. “Moro no bairro Mooca, em São Paulo, mas sempre estou de passagem por aqui. Muitas vezes não cheguei no lugar onde pretendia ir por não ter a informação correta para onde o ônibus estava indo”, reclama. No entanto, na entrada das estações-tubo consta o sentido da linha.

“Em São Paulo, há um letreiro colocado na lateral e na parte frontal do veículo. Se você pega a linha Mooca, eles põem a placa indicativa do sentido: Terminal Carrão na ida e Praça da Sé na volta. Aqui você pega o Santa Cândida/Capão Raso, mas não sabe para que lado está indo”, exemplifica. Além da adoção de plaquetas com o sentido da linha na lateral e na frente do ônibus, Luiz gostaria que a Urbs incluísse a informação do sentido na mensagem de voz divulgada no interior do veículo. Atualmente, uma locução informa apenas a próxima parada. Outra ideia dele é que os nomes dos terminais fossem expostos em placas maiores, do tamanho de um outdoor.

A Urbs informou que vai avaliar as sugestões do Luiz. No caso dos terminais, destacou que o projeto de melhoria do transporte prevê a reforma e ampliação de vários deles, o que implicará em nova sinalização. O órgão que gerencia o transporte coletivo na capital ressalta que o itinerário e horário dos ônibus pode ser visto em tempo real com o aplicativo Itibus, disponível no www.urbs.curitiba.pr.gov.br, ou acessando o site da Urbs.